sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Devocionais para o período de 18 a 24 de fevereiro de 2018



Domingo, 18 de fevereiro de 2018 - Deus, o nosso protetor - Salmos 91:2 (PDF)
“Ó Senhor Deus, tu és o meu defensor e o meu protetor. Tu és o meu Deus; eu confio em ti.” Salmos 91:2
Os que pela fé escolhem a Deus como o seu protetor, encontrarão nEle tudo o que precisem ou desejem. Os que têm encontrado o consolo de fazer do Senhor o seu refúgio não podem desejar senão que os demais façam o mesmo. A vida espiritual está protegida pela graça divina contra as tentações do diabo, que são como os laços do caçador, e nos estimula ao pecado. É prometida uma grande segurança às pessoas nas situações de perigo que enfrentam, pois a sabedoria impedirá que eles se assustem sem causa, e a fé impedirá que se assustem indevidamente. A vontade de nosso Pai celestial deve ser feita, e não temos razão para temer. O povo de Deus verá o cumprimento não somente das promessas de Deus, como também verá o cuidado de Deus para conosco. Então, que os pecadores se apressem a buscar ao Senhor, diante do trono da graça, em nome do nosso Deus, e exortem a outros a também confiarem nEle.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018 - Chance do Perdão - Lucas 5:32 (PDF)
De forma diferente do que pensamos e analisamos, Jesus nos ensina que "não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes". Todos nós somos pecadores, mas Jesus, através do Espírito Santo que habita em nós, dá chance de nos arrependermos de nossos pecados. Certamente não convidaríamos uma pessoa desonesta para jantar em nossa casa, provavelmente diríamos não. Ou, se um amigo próximo revelasse que é ladrão e traidor, ficaríamos envergonhados com tal situação. Isso mostra como somos falhos, que julgamos pela aparência ou pela influência de alguma outra pessoa. Jesus não faz distinção das pessoas, como quando diz: "Eu não vim para chamar os justos, mas sim os pecadores ao arrependimento" Lucas 5:32.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Terça-feira, 20 de fevereiro de 2018 - Maldições e Bênçãos - Jeremias 17:7 (PDF)
No antigo testamento, o povo constantemente era lembrado das leis, bênçãos e maldições que viriam a ter com relação ao cumprimento ou não da Palavra. Maldições podemos interpretar como consequências das nossas escolhas ruins. Em Deuteronômio, capítulo 27, versículos do 11 ao 26, está escrito que será amaldiçoado todo aquele que descumprir as vontades de Deus; em resumo, está a idolatria, a desonra aos pais, a corrupção, a desonestidade, a traição, a cobiça, o assassinato e tudo que vai contra as leis e vontade de Deus. Se optarmos por viver longe da vontade de Deus, nós abrimos mão das bênçãos prometidas desde o início para os que permanecem fiéis e, como consequência, não estaremos bem espiritualmente. Importante lembrar que a reflexão das nossas ações, como estamos vivendo e como devemos viver, onde precisamos melhorar etc. deve ser feita individualmente. Julgar o outro utilizando a palavra de Deus como forma de atacar também é contra a vontade de Deus "não julgue o outro só porque ele peca de uma forma diferente da sua" essa frase popular nas redes sociais é bem aplicada aos dias de hoje, e devemos refletir sobre ela sempre que pensarmos em julgar o próximo. Jeremias 17:5-7 resume o destino do homem de acordo com a sua escolha "O Senhor Deus diz: 'Eu amaldiçoarei aquele que se afasta de mim, que confia nos outros, que confia na força de fracos seres humanos. Ele é como uma planta do deserto que cresce na terra seca; no chão salgado, onde não cresce mais nada. Nada de bom acontece com ele. Mas eu abençoarei aquele que confia em mim, aquele que tem fé em mim, o Senhor.'" Se buscarmos diariamente a luz de Deus, além de nos orientar, Ele irá constantemente nos abençoar.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018 - Escolha a Vida - Deuteronômio 30:19 (PDF)
Muitas pessoas acreditam que a palavra de Deus é muito difícil de ser entendida. Entretanto, Deus diz: “Os mandamentos que estou dando a vocês não são difíceis de entender, nem de cumprir” Deuteronômio 30:11. Deus tornou a sua palavra tão direta e simples que até mesmo uma criança pode entendê-la. O Senhor diz: “Hoje estou deixando que vocês escolham entre o bem e o mal, entre a vida e a morte” Deuteronômio 30:15. E ainda acrescenta: “Eu lhes dou a oportunidade de escolherem entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição; escolham a vida, para que vocês e os seus descendentes vivam muitos anos” Deuteronômio 30:19. É realmente muito simples: existem dois caminhos para se seguir na vida - o caminho da bênção de Deus, no qual você fica se obedecer e acreditar em sua Palavra, ou o caminho das consequências terríveis, no qual você permanece por meio da teimosia, desobediência e falta de fé.
Retirado: Bíblia de Estudos Plenitude para Jovens.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 - Deus está conosco - Deuteronômio 31:8 (PDF)
Existem muitos tipos de medos. Aqueles que nos desestabilizam e aqueles que vêm por meio da ansiedade; criamos e imaginamos tudo. Porém, existem medos que nos trazem benefícios porque sem eles seríamos tão ousados que atrairíamos muitos males para nossas vidas e para as dos outros. Por exemplo, sem o medo de nos queimarmos, certamente colocaríamos ousadamente a mão no fogo e sairíamos queimados. Mas sabemos que, quando o medo interfere negativamente
em nossas vidas, nos faz muito mal. Na bíblia existem muitos personagens que venceram o medo, como Davi, que superou o gigante. Nós sempre vamos ter muitos gigantes assim como Davi, mas também teremos vitórias, e a nossa vitória depende de nós. Em Deuteronômio está escrito: "O Senhor Deus irá na sua frente; ele mesmo estará com você e não o deixará, não o abandonará. Não se assuste, nem tenha medo" Deuteronômio 31:8.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 - Povo de Deus - Deuteronômio 33:29 (PDF)
Algumas passagens da Bíblia são simbólicas. Quando ela fala de Israel, pode estar citando o personagem ou os "filhos de Israel", também referidos como "Povo Escolhido" ou "Povo de Deus". Mas a Bíblia nos ensina, em outra passagem, que o povo escolhido é formado pelas pessoas que aceitam Jesus como seu Deus e Salvador. Assim, mesmo quem não tem o DNA de Israel pode se considerar "filho de Israel". E quando a Bíblia diz que o Senhor é o escudo do socorro e a espada da majestade de Israel, o que está nos ensinando? Que mantendo Deus em nossa mente e, consequentemente, em nossas palavras e nossas ações, derrotaremos os nossos "inimigos", que são nossas próprias fraquezas. As coisas que acontecem em nossa vida não estão no nosso controle mas, independentemente dos resultados de nossas ações, se elas forem de acordo com a vontade de Deus, teremos vencido a batalha. "Bem-aventurado tu, ó Israel! Quem é como tu? Um povo salvo pelo Senhor, o escudo do teu socorro, e a espada da tua majestade; por isso os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas" Deuteronômio 33:29.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sábado, 24 de fevereiro de 2018 - Promessas de Geração em Geração - Deuteronômio 34:4 (PDF)
"E Deus disse a Moisés: ‘Eu jurei a Abraão, a Isaque e a Jacó que daria esta terra aos descendentes deles. Estou deixando que você a veja com os seus próprios olhos, mas você não vai entrar nela.’" Deuteronômio 34:4
Esta passagem fala sobre a terra prometida, sobre Moisés e Josué o novo profeta. O começo desta passagem fala sobre onde é a terra prometida de Canaã, e também Deus deixa um lembrete para Moisés: a promessa que vinha desde Abraão, Isaque e Jacó. Deus Prometeu e firmou com uma aliança que permaneceu por tantas gerações de profetas e do povo. Josué também estava na promessa de ser escolhido para ser profeta. Lembrem-se que as promessas de Deus não falharam em nossas vidas.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Devocionais para o período de 11 a 17 de fevereiro de 2018



Domingo, 11 de fevereiro de 2018 - Confiança em Deus - Salmos 31:5 (PDF)
A fé e a oração devem caminhar juntas, porque a oração feita com fé é a que prevalece. Davi entregou a sua alma a Deus de maneira especial. Ele relata isso com suas próprias palavras dizendo: “Nas tuas mãos entrego a minha vida. Tu me salvarás, ó SENHOR, porque tu és Deus fiel” Salmos 31:5. O Senhor Jesus Cristo deu o seu último suspiro na cruz, e fez de sua própria alma uma oferta voluntária pelo pecado, entregando a sua vida como resgate.
Um pouco mais à frente nesse capitulo podemos ver que as aflições de Davi o tornaram um homem de dores. Ele reconhece que as aflições eram merecidas por causa dos pecados que praticou; porém Cristo, que jamais pecou, sofreu pelos nossos pecados. Os amigos de Davi não se dispuseram a ajuda-lo. Não pensemos que é algo incomum se os nossos amigos nos abandonarem, porém temos que ter em mente que possuímos um amigo no céu, que não falha. Com toda a segurança, Deus ordenará tudo da melhor forma possível para todos os que encomendarem o seu espírito às suas mãos. O tempo da vida está nas mãos de Deus, que a estende ou a encurta, torna-o amargo ou doce, conforme o conselho de sua vontade.
O caminho do homem não está em si mesmo, nem nos seus amigos ou inimigos, mas unicamente nas mãos de Deus. Como está na Bíblia: "Sejam fortes e tenham coragem, todos vocês que põem a sua esperança em Deus, o Senhor!" Salmos 31:24.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Segunda-feira, 12 de fevereiro de 2017 - Agradecimento - Salmo 118:29 (PDF)
Por que é um sacrifício agradecer a Deus? Porque nem sempre nossas atitudes são corretas e as coisas nem sempre saem do jeito que queremos. Devemos lembrar que as nossas vontades nem sempre são as vontades de Deus, porém isso não significa que Deus não nos ama. O nosso tempo não é o mesmo que o Dele, por isso devemos sempre agradecer a Ele, não importa como nos sentimos. Quando começamos a fazer a Deus uma oferta de gratidão, descobrimos que nossa gratidão nos dá uma nova percepção das coisas. Quando agradecemos a Deus por sua bondade em tempo de provação, percebemos que estamos de pé pela misericórdia dada por Ele. Em Salmo 118:29 está escrito: "Deem graças a Deus, o SENHOR, porque ele é bom e porque o seu amor dura para sempre."
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 - A paz em Cristo - João 14:27 (PDF)
Todos ansiamos pela paz. Gostaríamos de senti-la, de tê-la todos os dias desde o momento em que acordamos até o momento em que vamos dormir, não é?! Infelizmente a paz que esse mundo oferece não é uma paz constante e muitas vezes não é verdadeira. Quantos de nós acreditamos que teremos paz quando passarmos a ganhar mais dinheiro, ou quando comprarmos algo que desejamos, ou quando realizarmos um sonho? Sim, tudo isso é muito gostoso, é prazeroso, mas a satisfação ou a "paz" logo passa e começamos a nos preocupar com outros desejos, planos e etc. Diante de tudo isso Jesus vem nos e nos oferece uma paz que transcende qualquer entendimento; uma paz que nos faz ficar calmos e confiantes diante das maiores tribulações que podemos passar. Tudo começa na confiança que depositamos em Jesus e, a partir daí, Ele cuida de todo o resto. No evangelho de João, Jesus nos ensina sobre a Sua paz: "Deixo com vocês a minha paz. É a minha paz que eu lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá" João 14:27.
É através dessa paz, que não podemos entender, que conseguimos descansar em meio as dificuldades e encontramos a PAZ de Jesus. Experimente dessa paz, deixe Jesus guiar a sua vida. O segredo para a PAZ que tanto buscamos está na Cruz que remiu os nossos pecados. Olhe para ela e agradeça a eterna Paz.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018 - Sem Medo - Isaías 41:13 (PDF)
Caminhe com ousadia no seu dia-dia, contando sempre com a presença de Deus. Você está sempre em segurança, então não se deixe levar por medo e preocupações, pois Deus está sempre ao seu lado. Muitas das dificuldades vão desaparecer se você mantiver os olhos em Deus. Se tiver medo lembre-se o que está escrito em Isaías 41:13: “Eu sou o Senhor, o Deus de vocês; eu os seguro pela mão e lhes digo: ‘Não fiquem com medo, pois eu os ajudo.’”.
Baseado no Livro "Jesus está ao seu lado", de Sarah Young
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018 - Armadilhas do Pecado - Deuteronômio 24:16 (PDF)
Todos nós pecamos e somos vítimas do pecado quando caímos em suas armadilhas e, às vezes, nós esquecemos nossos pecados. Sabemos que para tudo nessa vida há um resultado bom ou ruim e, cultivando essa plantação de pecado, não iremos colher algo bom. Vivemos em conflito e nos sentimos sem direção quando o pecado está presente; é como estar em uma escuridão e não enxergar a luz. Porém, tudo que fizermos terá um preço e Deus quer nos dar uma boa recompensa. Quanto mais envolvidos pelo amor e graça de Cristo, mas saudavelmente sensíveis seremos às maldades do pecado. Seremos livres, seremos limpos por Deus e em nós não habitará o pecado.
Em Deuteronômio 24:16 está escrito: "Os pais não serão mortos por causa de crimes cometidos pelos filhos, nem os filhos por causa dos crimes cometidos pelos pais; uma pessoa será morta somente como castigo pelo crime que ela mesma cometeu."
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018 - Pesos e Medidas - Deuteronômio 25:13-15 (PDF)
A expressão "Dois pesos e duas medidas" é comum, embora nem sempre seja realmente considerada. É muito difícil conseguirmos julgar a nós mesmos e aos que nos são queridos da mesma maneira que julgamos a pessoa desconhecida.  Independentemente dos limites de nossa compreensão e de nossa capacidade de julgamento, não podemos fazer distinção entre as pessoas, como o próprio Jesus não fez. Pensando nisso, conclui-se que apenas duas abordagens no momento de julgar podem ser aceitáveis: considerar a todos (inclusive nós mesmos) como se fossem desconhecidos, ou considerar a todos como se fossem pessoas amadas. Qual abordagem seria aconselhada por Jesus? Qualquer cristão sabe essa resposta. Não quer dizer que seja fácil, mas é o certo. Julgar sempre com amor e compaixão, para que o bem se sobressaia. Mas, independentemente da abordagem escolhida, lembre do que nos ensina a Bíblia: "Não tenham na bolsa dois padrões para o mesmo peso, um maior e outro menor. Não tenham em casa dois padrões para a mesma medida, um maior e outro menor. Tenham pesos e medidas exatos e honestos, para que vocês vivam muito tempo na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá" Deuteronômio 25:13-15.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sábado, 17 de fevereiro de 2018 - As ofertas das colheitas - Deuteronômio 26:15 (PDF)
"Olha do céu, onde moras, ó Deus, e abençoa-nos, o teu povo de Israel, e abençoa esta terra boa e rica que nos deste, conforme prometeste aos nossos antepassados” Deuteronômio 26:15.
Antes de entrar na terra que o Senhor os prometeu, Moisés estava dando algumas instruções de como eles deveriam agradecer e honrar a Deus por tudo que Ele havia feito e prometido a eles. Moisés estava ensinando sobre o dízimo e explicava como o povo deveria fazer: "cada um deve pegar a primeira parte de todas as colheitas produzidas pela terra que o Senhor Deus lhe deu, deve colocá-la num cesto e levar para o lugar que Deus tiver escolhido para nele ser adorado" Deuteronômio 26:2. Durante essa conversa, Moisés trazia à memória como Deus é bom e como eles deveriam ser muito gratos a Ele: "Os egípcios nos maltrataram e nos obrigaram a fazer trabalhos pesados. Então oramos, pedindo socorro ao Senhor, o Deus dos nossos antepassados. Ele nos atendeu e viu a nossa aflição, a nossa miséria e como éramos perseguidos. Com a sua força e com o seu poder ele fez milagres, maravilhas e coisas espantosas, e nos tirou do Egito, e nos trouxe até esta terra que nos deu, uma terra boa e rica" Deuteronômio 26:6-9. Assim também é conosco: devemos ser gratos a Deus por tudo que Ele nos dá e nos livra. O mínimo que podemos fazer em troca é entregar a Ele o nosso melhor.