domingo, 18 de setembro de 2016

Devocionais para o período de 18 a 24 de setembro de 2016




Dia 29
Aceitando sua missão
Foi o próprio Deus quem fez de nós o que somos e nos deu uma vida nova da parte de Cristo Jesus; e muitos séculos atrás, Ele planejou que gastássemos essa vida em auxiliar aos outros. Efésios 2.10; bv
Eu te glorifiquei na terra, pois concluí até o último detalhe o que me deste para fazer. João 17.4; Msg
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Domingo, 18 de setembro de 2016 – Faça para Deus – Colossenses 3:23 (PDF)
Você foi posto na Terra para fazer uma contribuição.
Você não foi criado apenas para consumir recursos - comer, respirar e ocupar espaço. Deus te projetou para que sua vida faça uma diferença. Apesar de muitos livros de sucesso informarem sobre como tirar o máximo da vida, não foi para isso que Deus o criou. Você foi criado para acrescentar à vida da Terra, não apenas para extrair. Deus quer que você devolva algo. Esse é um dos propósitos de Deus para sua vida, e se chama “ministério” ou serviço. A Bíblia fornece os detalhes.
Você foi criado para servir a Deus. Deus cuidadosamente molda você para o seu propósito. O que Deus disse para Jeremias também vale para você: Antes que o fizesse no útero de sua mãe, eu o escolhi. Antes que você nascesse, eu o separei para uma obra especial” Jeremias 1:5. Você foi posto neste planeta para uma missão especial. A Bíblia diz: [Deus] nos criou para que fizéssemos as boas obras que ele já havia preparado para nós” Efésios 2:10. Essas “boas obras” são o seu serviço. Sempre que você serve às pessoas de alguma forma, você está na verdade servindo a Deus - “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens” Colossenses 3:23.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Segunda-feira, 19 de setembro de 2016 – Seja um Sacrifício Vivo – Romanos 12:1 (PDF)
Você foi salvo para servir a Deus. A Bíblia diz: “Foi ele quem nos salvou e nos escolheu para o seu santo trabalho, não porque merecêssemos, mas porque esse era o seu plano muito antes do princípio do mundo — mostrar o seu amor e a sua bondade para conosco por meio de Cristo” 2 Timóteo 1:9. Deus o redimiu para que você pudesse exercer sua “santa vocação”. Você não foi salvo pelo serviço, mas foi salvo para o serviço. No Reino de Deus você tem um lugar, um propósito, um papel e uma função a cumprir. Isso dá a sua vida enorme importância e valor.
Comprar sua salvação custou a Jesus a própria vida. A Bíblia nos recorda: “Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo, e com seu próprio espírito, que pertencem a Deus” 1 Coríntios 6:20. Não servimos a Deus por causa de culpa, medo ou mesmo obrigação, mas pela alegria e profunda gratidão pelo que ele fez por nós. Nós lhe devemos a vida. Pela salvação, nosso passado foi perdoado, nosso presente faz sentido e nosso futuro é seguro. À luz dessas incríveis vantagens, Paulo concluiu: “Por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço” Romanos 12:1.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Terça-feira, 20 de setembro de 2016 – Vida verdadeira é Amor – 1 João 4:13 (PDF)
Se não tenho nenhum amor pelos outros, nenhum desejo de ajudar as pessoas e me preocupo somente com minhas necessidades, deveria questionar se Cristo está realmente na minha vida. Um coração salvo é um coração que deseja servir.
Um termo relativo a servir a Deus que é mal compreendido pela maioria das pessoas é a palavra ministério. Quando a maioria das pessoas escuta “ministério”, pensa em pastores, padres e sacerdócio profissional, mas Deus diz que cada membro de sua família é um ministro. Na Bíblia, as palavras servo e ministro são sinônimas, assim como serviço e ministério. Se você é cristão, é um ministro e, quando está servindo, está ministrando.
Quando a sogra de Pedro, enferma, foi curada por Jesus, ela instantaneamente se levantou e começou a servi-lo (Mateus 8:15), usando seu novo dom de saúde. É exatamente isso que devemos fazer. Somos curados para ajudar aos outros. Somos abençoados para ser uma bênção. Somos salvos para servir, e não para ficar sentados esperando pelo céu.
Você nunca se perguntou por que Deus não nos leva para o céu, imediatamente após aceitarmos sua graça? Por que ele nos deixa em um mundo decadente? Ele nos deixa aqui para cumprir seus propósitos. Uma vez que você esteja salvo, Deus pretende usá-lo para seus objetivos. Deus tem para você um ministério em sua igreja e uma missão no mundo.
O apóstolo João ensinou que nossos préstimos amorosos às outras pessoas mostram que somos verdadeiramente salvos. Ele disse: “Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos” 1 João 4:13.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quarta-feira, 21 de setembro de 2016 – Salvos pela Graça – 2 Timóteo 1:9 (PDF)
Você é chamado para servir a Deus. Sempre que você faz uso das habilidades que Deus lhe concedeu para ajudar os outros, você está cumprindo o seu chamado. Enquanto crescia, você deve ter pensado que ser “chamado” por Deus era algo que somente missionários, pastores, freiras e outros obreiros “de tempo integral” experimentavam, mas a Bíblia diz que todo cristão é chamado para servir: “Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação” Efésios 4:4. Seu chamado para ser salvo incluiu o chamado para servir; ambos são o mesmo chamado. Independentemente de seu emprego ou carreira, você é chamado para ser um cristão servindo em tempo integral. Um “cristão não-servo” é uma antítese.
A Bíblia diz: “Deus nos salvou e nos chamou para sermos o seu povo. Não foi por causa do que temos feito, mas porque este era o seu plano e por causa da sua graça” 2 Timóteo 1:9.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quinta-feira, 22 de setembro de 2016 – Vida útil no serviço – Romanos 7:4 (PDF)
Uma razão pela qual você precisa estar vinculado a uma igreja, é o cumprimento do seu chamado para servir a outros crentes de maneira prática. A Bíblia diz: “Todos vocês, juntos, são o corpo único de Cristo, e cada um de vocês é um membro separado e necessário a ele” 1 Coríntios 12:27. O seu serviço é desesperadamente necessário no corpo de Cristo — basta perguntar em qualquer igreja local. Cada um de nós tem um papel a desempenhar, e cada um deles é importante. Não existe serviço pequeno para Deus; tudo importa.
Do mesmo modo, não existem ministérios insignificantes na igreja. Alguns são visíveis e alguns são desempenhados nos bastidores, mas todos são valiosos. Ministérios pequenos ou velados fazem frequentemente uma grande diferença. Em minha casa, a luminária mais importante não é o enorme lustre da sala de jantar, mas a pequena luz noturna que me impede de tropeçar quando levanto à noite. Não há uma correlação exata entre tamanho e importância. Todo ministério é importante, porque todos dependemos uns dos outros para funcionar.
O que acontece quando uma parte do seu corpo deixa de funcionar? Você adoece. O resto do seu corpo sofre. Imagine se seu fígado decidisse começar a viver por conta própria: “Eu estou cansado! Não quero mais servir este corpo! Quero um ano de folga, só me alimentando. Eu tenho de pensar no que é melhor para mim! Deixe que outra parte do corpo assuma”. O que aconteceria? O seu corpo iria morrer. Hoje em dia, milhares de igrejas locais estão morrendo por causa de cristãos que não têm vontade de servir. Eles ficam assistindo de lado, e o corpo sofre.
Quanto do seu tempo vem sendo utilizado a serviço de Deus? Em algumas igrejas na China, dão-se as boas-vindas a novos crentes dizendo: “Jesus agora tem um novo par de olhos para ver, novos ouvidos para escutar, novas mãos com as quais ajudar e um novo coração para amar os outros”. A Bíblia diz: “Vocês [...] agora pertencem a ele [...]para [...] ter uma vida útil no serviço de Deus” Romanos 7:4.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sexta-feira, 23 de setembro de 2016 – Jesus deu o Exemplo – Mateus 20:28 (PDF)
A ordem é servir a Deus. Para os cristãos, servir não é questão de opção, não é algo a ser encaixado em nossas agendas caso haja tempo disponível. Servir é o núcleo da vida cristã. Jesus veio para “servir” e para “dar” — esses dois verbos também devem servir para definir sua vida na Terra. Serviço e doação resumem o quarto propósito de Deus para sua vida. Madre Tereza disse certa vez: “Viver em santidade consiste em realizar a obra de Deus com um sorriso”.
Jesus ensinou que a maturidade espiritual nunca é um fim em si mesma. Maturidade é para o ministério! Nós crescemos para nos doar. Seguir aprendendo mais e mais não é o suficiente. Precisamos agir de acordo com o que sabemos e pôr em prática o que afirmamos acreditar.
Impressão sem expressão causa depressão. Estudar sem trabalhar leva à estagnação espiritual. A antiga comparação entre o mar da Galileia e o mar Morto ainda é verdadeira. O mar da Galileia é cheio de vida porque recebe água e também a escoa. No mar Morto nada vive, pois, ao contrário do primeiro, não há saída de água.
A última coisa que muitos crentes precisam hoje em dia é participar de outro estudo bíblico. Eles já sabem muito mais do que põem em prática. O que eles precisam é de experiências em servir, nas quais possam exercitar seus músculos espirituais.
Servir é contrário à nossa inclinação natural. Na maior parte do tempo, estamos mais interessados em nos servir do que no serviço. Dizemos “Estou procurando uma igreja que atenda as minhas necessidades e me abençoe”, e não “Estou procurando um lugar onde possa servir e ser uma bênção”. Esperamos que os outros nos sirvam, e não ao contrário. Mas, à medida que amadurecemos em Cristo, o foco de nossa vida deve ser deslocado progressivamente, para termos uma vida de serviço. Um seguidor de Jesus maduro deixa de perguntar “Quem irá atender minhas necessidades?” e começa a perguntar: “As necessidades de quem eu vou atender?”. Você alguma vez já fez essa pergunta?
Preparando-se para a eternidade
No fim de sua vida na Terra você ficará perante Deus, e ele avaliará como você serviu aos outros com sua vida. A Bíblia diz: Cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus” Romanos 14:12. Pense nas implicações disso. Algum dia Deus irá comparar quanto tempo e energia gastamos conosco, em relação ao que utilizamos para servir aos outros.
Nesse momento, todas as nossas desculpas para o egoísmo soarão vazias: “Eu estava muito ocupado”, ou “Eu tinha meus próprios objetivos”, ou “Eu estava preocupado em trabalhar, me divertir ou em preparar minha aposentadoria”. A todas as desculpas, Deus responderá: “Sinto muito, resposta errada. Eu o criei, salvei, chamei e ordenei a você que tivesse uma vida de serviços aos outros. Qual parte você não entendeu?”. A Bíblia alerta os que não creem: Ele derramará a sua ira e o seu castigo sobre os que vivem para si mesmos” Romanos 2:8 mas para os cristãos isso significará a perda das recompensas eternas.
Nós só estamos completamente vivos quando ajudamos os outros. Jesus disse: Se você insistir em salvar a sua própria vida, você a perderá. Somente aqueles que põem de lado a sua vida por minha causa e por causa da Boa Nova é que saberão realmente o que significa viver” Marcos 8:35. Essa verdade é tão importante, que é repetida cinco vezes nos evangelhos. Se você não está servindo, está apenas existindo, por que a vida foi feita para o ministério. Deus quer que você aprenda a amar e a servir as pessoas de forma altruísta. Jesus foi categórico: A atitude de vocês deve ser igual à minha, porque eu, o Messias, não vim para ser servido, mas para servir, e dar a minha vida por muitos” Mateus 20:28.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sábado, 24 de setembro de 2016 – A Importância do Serviço – 1 Coríntios 12:14a,19 (PDF)
Serviço e importância
Você dará a vida por algo. O que será? Uma carreira, um esporte, um passatempo, fama, riquezas? Nenhuma dessas coisas será importante para sempre.
Deus quer usá-lo para que você faça diferença no mundo dele. Ele quer trabalhar por meio de você. O que importa não é a duração da sua vida, mas a contribuição que ela dá. Não quanto você viveu, mas como viveu.
Se você não está envolvido em algum serviço ou ministério, que desculpa tem usado? Abraão era velho, Jacó era inseguro, Lia era sem atrativos, José foi maltratado, Moisés gaguejava, Gideão era pobre, Sansão era co-dependente, Raabe era imoral, Davi teve uma amante e todo tipo de problema familiar, Elias tinha tendências suicidas, Jeremias era depressivo, Jonas era relutante, Noemi era viúva, João Batista era excêntrico para dizer o mínimo, Pedro era impulsivo e temperamental, Marta se preocupava demais, a mulher samaritana teve vários casamentos fracassados, Zaqueu era indesejado, Tomé tinha dúvidas, Paulo tinha saúde fraca e Timóteo era tímido. Aí está uma boa variedade de desajustes, mas Deus usou cada um deles a seu serviço. Ele também usará você, se deixar de dar desculpas. Servir é o caminho para a verdadeira importância. É através do ministério que descobrimos o significado da vida. A Bíblia diz: Todos achamos nosso significado e função, como parte do seu corpo” Romanos 12:5. Ao servirmos juntos na família de Deus, nossa vida assume uma importância eterna. Paulo disse: Quero que vocês pensem como tudo isso torna vocês mais importantes, não menos [...] por causa daquilo de que vocês são parte” 1 Coríntios 12:14a;19.

Vigésimo Nono Dia
Pensando sobre meu propósito
Um tema para reflexão: Servir não é questão de opção.
Um versículo para memorizar: Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos (Efésios 2.10; nvi).
Uma pergunta para meditar: O que está me impedindo de aceitar o chamado de Deus para servi-lo?

Texto extraído do livro “Uma Vida com Propósitos – Você não está aqui por acaso”, de Rick Warren

domingo, 11 de setembro de 2016

Devocionais para o período de 11 a 17 de setembro de 2016




Dia 28
ISSO LEVA TEMPO!
Tudo na terra tem seu próprio tempo, sua própria estação. Eclesiastes 3.1
E eu tenho certeza de que Deus, que começou a boa obra em vocês, continuará ajudando-os a crescer em sua graça até quando Sua tarefa em vocês estiver finalmente terminada naquele dia em que Jesus Cristo voltar. Filipenses 1.6.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Domingo, 11 de setembro de 2016 – Aperfeiçoe-se – Filipenses 1:6 (PDF)
Não existem atalhos para chegar à maturidade. Precisamos de vários anos para chegar à idade adulta, e é necessária toda uma estação para que uma fruta cresça e amadureça. O mesmo se dá com o fruto do Espírito. O desenvolvimento do caráter cristão não pode ser apressado. O crescimento espiritual, assim como o físico, requer tempo.
Quando você tenta amadurecer rapidamente um fruto, ele perde o sabor. Nos Estados Unidos, os tomates são normalmente colhidos antes do amadurecimento, a fim de que não fiquem machucados durante o transporte até o varejista. Então, antes de vendidos, os tomates verdes são vaporizados com CO2, o que os torna vermelhos instantaneamente. Tomates vaporizados são comestíveis, mas não são páreo para o sabor de um tomate deixado para maturar lentamente no pé.
Enquanto nos preocupamos em crescer rapidamente, Deus se preocupa em que cresçamos fortes. Deus vê a nossa vida desde a eternidade e para a eternidade; então, nunca está com pressa.
Lane Adams certa vez comparou o processo de crescimento espiritual com a estratégia usada pelos aliados durante a Segunda Guerra Mundial na libertação das ilhas do Pacífico Sul. Primeiro “amaciavam” uma ilha, enfraquecendo a resistência com bombardeios nas fortificações a partir de navios ao longo da costa. A seguir, um pequeno grupo de fuzileiros invadia a ilha e estabelecia uma cabeça-de-praia” — minúscula parte da ilha que podiam controlar. Uma vez que a cabeça-de-praia estivesse segura, começavam o longo processo de libertação do resto da ilha, pouco a pouco. Com o tempo, toda a ilha ficava sob controle, mas sempre com algumas batalhas duras.
Adams traçou esta analogia: antes de Cristo invadir nossa vida na conversão, ele algumas vezes tem de nos “amaciar”, permitindo alguns problemas com os quais não podemos lidar. Embora algumas pessoas abram a vida para Cristo tão logo ele bata à porta, a maioria de nós resiste e fica na defensiva. A experiência que temos antes da conversão é Jesus dizendo: “Eis que estou a porta e bombardeio”!
No instante em que você se abre para Cristo, Deus estabelece uma “cabeça-de-praia” em sua vida. Você pode imaginar que já entregou toda a vida a ele, mas a verdade é que há uma grande parte dela da qual você nem tem conhecimento. Você só pode dar a Deus o tanto que compreende naquele momento. Está ótimo! Uma vez que Cristo tenha uma cabeça-de-praia, ele começa a campanha para conquistar mais e mais território, até que sua vida seja completamente dele. Existirão lutas e batalhas, mas a vitória é certa. Deus prometeu: Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” Filipenses 1:6.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Segunda-feira, 12 de setembro de 2016 – Deus embeleza a Vida – 2 Coríntios 3:18 (PDF)
Discipulado é o processo no qual se toma a forma de Cristo. A Bíblia diz: ... a fim de que o corpo todo seja edificado até chegar o tempo em que, na unidade da fé em comum e do conhecimento em comum do Filho de Deus, alcancemos a verdadeira maturidade — aquela medida de desenvolvimento implícita no versículo que diz: “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” Efésios 4:13. Tornar-se semelhante a Cristo é seu destino final, mas a jornada durará toda uma vida.
Até aqui, vimos que essa jornada envolve acreditar (pela adoração), pertencer (pela comunhão) e transformar-se (pelo discipulado). Deus quer que todos os dias você se torne mais parecido com ele: “Você começou a viver uma nova vida, na qual está sendo feito de novo e se tornando como aquele que o criou” Colossenses 3:10.
Hoje somos obcecados por velocidade, mas Deus se interessa mais por força e estabilidade do que por rapidez. Queremos o jeitinho, o atalho, a solução imediata. Queremos um sermão, um seminário ou uma experiência que resolva instantaneamente todos os problemas, retire todas as tentações e nos alivie de toda dor. Mas a verdadeira maturidade nunca chega depois de uma única experiência, pois mais que seja poderosa ou emocionante. Crescer é um processo gradual. A Bíblia diz: “Nossa vida vai se tornando gradualmente mais brilhante e mais bonita à medida que Deus entra nela e nos tornamos semelhantes a ele” 2 Coríntios 3:18.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Terça-feira, 13 de setembro de 2016 – Mudar leva tempo – Deuteronômio 7:22 (PDF)
Aprendemos lentamente. É comum termos de aprender uma lição quarenta ou cinquenta vezes para realmente captá-la. O problema se repete periodicamente, e pensamos “De novo, não! Eu já aprendi isso!”, mas Deus é quem de fato sabe o de que precisamos. A história de Israel demonstra quão depressa nos esquecemos das lições que Deus nos ensina e a rapidez com que retornamos aos velhos padrões de comportamento. Precisamos de reiteradas explicações.
Por que demora tanto tempo? Embora Deus possa transformar-nos instantaneamente, ele escolheu nos desenvolver vagarosamente. Jesus é cauteloso no desenvolvimento de seus discípulos. Assim como Deus permitiu que os israelitas se apoderassem da Terra Prometida aos poucos (“E o Senhor teu Deus lançará fora estas nações pouco a pouco de diante de ti; não poderás destruí-las todas de pronto, para que as feras do campo não se multipliquem contra ti.” Deuteronômio 7:22”), para que eles não fossem sobrepujados, ele prefere trabalhar gradualmente em nossa vida. Por que levamos tanto tempo para mudar e crescer? Existem várias razões.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – Revista-se do novo - Efésios 4:22;24a (PDF)
Temos muito a desaprender. Muitas pessoas vão ao psicólogo com um problema pessoal ou relacional que levou anos para se desenvolver e dizem: “Preciso que você dê um jeito em mim. Tenho uma hora”. Ingenuamente esperam uma solução rápida para uma dificuldade enraizada há anos. Como a maioria de nossos problemas e todos os nossos hábitos ruins não se desenvolvem da noite para o dia, não tem cabimento esperar que desapareçam imediatamente. Não há pílula, oração ou teoria que desfaça instantaneamente os danos de muitos anos. É necessário o trabalho duro de eliminação e substituição. Ainda que tenha recebido uma natureza inteiramente nova no momento da conversão, você ainda preserva os velhos hábitos, padrões e práticas que precisam ser eliminados e substituídos. Não desista. A Bíblia orienta: “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos revistais do novo homem” Efésios 4:22;24a.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Quinta-feira, 15 de setembro de 2016 – O Tempo do Espírito – Eclesiastes 3:1 (PDF)
Temos medo de humildemente encarar a verdade sobre nós. A verdade nos libertará mas, com frequência nos torna, antes de tudo, infelizes. O medo do que poderíamos descobrir se encarássemos honestamente os defeitos de nosso caráter nos mantém aprisionados, negando a realidade. Somente quando se permite que Deus brilhe a luz de sua verdade sobre nossas faltas, fracassos e traumas é que podemos começar a trabalhar neles. É por isso que não podemos crescer sem uma postura de humildade disposta para a instrução.
Crescer é quase sempre doloroso e assustador. Não há crescimento sem mudanças, não existem mudanças sem medo ou perdas e não há perda sem dor. Toda mudança envolve perda de algum tipo. Você deve se livrar dos velhos hábitos para experimentar os novos. Tememos essas perdas, mesmo que nossos antigos costumes estejam fadados ao fracasso, pois, como um par de sapatos usados, eram ao menos confortáveis e conhecidos.
Não raro as pessoas formam sua identidade em torno de seus defeitos.
Dizemos: “É bem o meu jeito de ser...” e “É desse jeito que eu sou”. A preocupação inconsciente é que, se eu me livrar de meu hábito, minha dor ou minha inibição, em que me tornarei? Esse medo pode certamente retardar seu crescimento.
Hábitos levam tempo para se desenvolver. Lembre-se de que seu caráter é a soma total de seus hábitos. Você não pode se dizer gentil, a menos que seja habitualmente gentil; você demonstra gentileza sem nem mesmo pensar nisso. Você não pode afirmar que é íntegro, a menos que tenha o hábito de ser honesto. O marido fiel à mulher a maior parte do tempo não é de modo algum fiel! Seus hábitos definem seu caráter.
Só há uma maneira de desenvolver os hábitos do caráter semelhante ao de Cristo: praticá-los; e isso leva tempo! Não existem hábitos instantâneos. Paulo exortou Timóteo: “Pratique essas coisas. Dedique sua vida a elas, para que todos possam ver seu progresso” 1 Timóteo 4:15.
Com tempo de prática, você fica bom em qualquer coisa. A repetição é a mãe do caráter e da habilidade. Os hábitos que constroem o caráter são em geral chamados “disciplinas espirituais”, e existem dezenas de ótimos livros que ensinam a aplicá-las.
Não se apresse. À medida que você cresce em direção à maturidade espiritual, existem várias formas de cooperar com Deus durante o processo.
Creia que Deus está operando em sua vida, mesmo quando você não o sente. O crescimento espiritual é um trabalho às vezes tedioso, que progride um passo por vez. Conte com uma melhora gradual. A Bíblia diz: “Tudo na terra tem seu próprio tempo e sua própria estação” Eclesiastes 3:1. Na vida espiritual, também existem estações. Às vezes você terá uma curta e intensa explosão de crescimento (estação da primavera), seguida por um período de estabilidade e provações (outono e inverno).
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sexta-feira, 16 de setembro de 2016 – Atenção para não se perder – Hebreus 2:1 (PDF)
E quanto aos problemas, hábitos e mágoas que você gostaria de eliminar miraculosamente? Não há nada de errado em orar por um milagre, mas não fique decepcionado se a resposta vier por meio de uma mudança gradual. Com o tempo, uma correnteza lenta e firme desgastará a mais dura rocha e transformará penhascos gigantes em seixos. Com o tempo, um pequeno broto pode se transformar em uma sequoia gigante com mais de cem metros de altura.
Mantenha um caderno ou um diário com as lições aprendidas. Não se trata de um diário dos acontecimentos, mas de um registro do que você aprendeu. Anote os discernimentos e lições de vida que Deus lhe ensina sobre ele, sobre você, sobre a vida, sobre relacionamentos e sobre tudo o mais. “Isto se escreverá para a geração futura; e o povo que se criar louvará ao Senhor” Salmos 102:18. A razão pela qual devemos reaprender as lições é que as esquecemos. Reler seu diário espiritual regularmente pode lhe poupar muito sofrimento e desgosto desnecessários. A Bíblia diz: “É crucial que prestemos muita atenção no que ouvimos, de modo que não nos desviemos” Hebreus 2:1.
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Sábado, 17 de setembro de 2016 – Seja paciente! – Habacuque 2:3 (PDF)
Seja paciente com Deus e consigo mesmo. Uma das frustrações da vida é que o cronograma de Deus raramente é igual ao nosso. Estamos quase sempre apressados quando Deus não está. Talvez você se sinta frustrado com o progresso aparentemente lento que está fazendo na vida. Não se esqueça de que Deus nunca é apressado, mas é sempre pontual. Ele usará todo o seu tempo de vida a fim de prepará-lo para sua função na eternidade.
A Bíblia é cheia de exemplos de como Deus usa longos processos para desenvolver o caráter, especialmente nos líderes. Ele levou oitenta anos para preparar Moisés, incluindo quarenta no deserto. Por 14.600 dias ficou esperando e matutando: “Será que está na hora?”. Mas Deus continuava dizendo: “Ainda não”.
Ao contrário dos títulos de livros populares, não existem passos fáceis para a maturidade ou segredos da santidade instantânea. Quando Deus quer fazer um cogumelo, ele o faz da noite para o dia; mas quando quer fazer um carvalho gigante, leva cem anos. Grandes almas são desenvolvidas através de lutas, tempestades e períodos de sofrimento. Tenha paciência com o processo. Tiago aconselhou: “Não tentem se desviar de nada prematuramente. Deixem as coisas acontecerem, para que vocês se tornem maduros e desenvolvidos” Tiago 1:4
Não desanime. Quando Habacuque ficou deprimido por achar que Deus não estava agindo rápido o suficiente, Deus lhe disse: “Essas coisas que planejei não acontecerão porém imediatamente. Devagar, firmemente, e com certeza, vai se aproximando o tempo em que a visão será cumprida. Se parecer demorar muito, não se desespere, porque tudo vai acontecer mesmo! Seja paciente! O cumprimento dessa promessa não vai chegar nem um dia atrasado!” Habacuque 2:3. O atraso não é uma negativa de Deus.
Lembre-se de quanto você já passou, não de quanto terá de passar. Você não está onde quer, mas também não está onde costumava estar. Anos atrás, alguns americanos usavam um broche com as letras pfspdancaodem. Significava: “Por favor, seja paciente. Deus ainda não concluiu a obra dele em mim”. Deus também ainda não concluiu a obra dele em você; então continue em frente. Até mesmo a lesma alcançou a arca por perseverar!
Vigésimo Oitavo Dia
Pensando sobre meu propósito
Um tema para reflexão: Não existem atalhos para chegar à maturidade.
Um versículo para memorizar: “Deus começou a fazer uma boa obra em vocês, e tenho certeza de que ele a continuará até que seja concluída, quando Jesus Cristo voltar outra vez” (Filipenses 1.6; ncv).
Uma pergunta para meditar: Em qual área de meu cresci mento espiritual preciso ser mais paciente e persistente?
Propósito n.° 4
VOCÊ FOI MOLDADO PARA SERVIR A DEUS
Somos somente servidores de Deus [...] Cada um de nós faz o trabalho que o Senhor lhe deu para fazer: eu plantei, e Apolo regou a planta, mas foi Deus quem a fez crescer. 1 Coríntios 3.5,6; ntlh

Texto extraído do livro “Uma Vida com Propósitos – Você não está aqui por acaso”, de Rick Warren